Em 17 países europeus analisados num estudo global os jovens portugueses, com idades entre os 16 e os 20 anos, são os segundos com mais amigos nas redes sociais. Dizem os números apurados pela TNS, que em média os jovens portugueses nesta faixa etária acumulam 325 amigos. À frente de Portugal na vontade de socializar só mesmo a Grécia, onde os jovens com a mesma idade acumulam uma média de 439 amigos.



Ainda assim, e se o intervalo etário aumentar, a liderança portuguesa na apetência para fazer amigos nas redes sociais dilui-se um pouco e a posição ocupada pelo país desce ligeiramente no ranking. Portugal passa assim para o quarto lugar da tabela, com uma média de 196 amigos por utilizador de redes sociais, atrás dos noruegueses, polacos e gregos, com médias de 216, 201 e 198 amigos, respectivamente.



O mesmo estudo também mostra que os portugueses estão online cerca de 13 horas por semana e que para 64 por cento, a maioria, o email é o serviço mais utilizado nesse tempo consumido online. As redes sociais são o segundo motivo de interesse e de acesso à Internet, considerado por 15 por cento dos inquiridos o mais relevante. Os dados indicam ainda que quase metade dos portugueses estão online.



Em termos globais, o estudo conclui que 61 por cento dos utilizadores de Internet acede à rede todos os dias e que 92 por cento já carregaram, pelo menos uma vez, fotos em redes sociais ou sites de partilha de fotos.



A pesquisa também defende que o telemóvel foi um factor crucial para expandir o acesso às redes sociais, cada vez mais valorizadas pelo utilizador porque permitem uma multiplicidade de formatos de comunicação e mensagens. Os utilizadores destas plataformas consomem 3,1 horas por semana em sites de redes sociais, contra uma média de 2,2 horas a usar o email.



Em termos globais a preferência das redes sociais sobre o email é mais expressiva nos mercados de rápido crescimento, como a América Latina, a China ou o Médio Oriente, onde a média de horas consumidas online em redes sociais ronda as 5,2, contra 4 horas a usar o email. Nos mercados maduros, como a Europa, a tendência ainda é inversa e domina o acesso ao email, consumindo cerca de 5,1 horas semanais a quem usa a Internet, contra as 3,8 horas passadas nas redes sociais.



O estudo da TNS foi realizado através de 50 mil entrevistas a utilizadores de Internet em 48 países.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.