O Top divulgado anualmente pela AOL relativo ao spam e ao junk mail que circulou pelas caixas de correio dos seus clientes apresenta este ano ligeiras alterações. Graças a melhores filtros de conteúdos e a uma legislação mais apertada a publicidade de carácter sexual diminuiu, garante a empresa.



Contudo, aumentaram os anúncios a medicamentos para a artrite ou aumento do tamanho do pénis, precisamente porque integram uma categoria menos controlada no âmbito da legislação e mais difícil de bloquear pelos sistemas de controlo dos ISPs.




Os números da AOL revelam que em termos globais houve uma queda de 75 por cento no volume de correio não solicitado recebido pelos seus clientes. O efeito desta diminuição foi no entanto atenuado pela maior sofisticação das mensagens enviadas, pelo aumento de perigosidade para os destinatários e frequência das tentativas de roubo de identidade online.




O ISP diz ainda que ao nível do envio de spam é possível concluir que os mecanismos de distribuição foram apurados e são agora mais seleccionados, face a anos anteriores, relata a Reuters.




Notícias Relacionadas:

2004-12-27 - Estados Unidos produzem a maioria das mensagens de spam que circulam no mundo

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.