As estações da Alameda, Campo Grande, Colégio Militar e Marquês de Pombal serão as primeiras a beneficiar do acesso ao serviço, já a partir da próxima semana. O objetivo do projeto, que liga o Metropolitano de Lisboa, a ON-Fi e a MOP é, no entanto, garantir o acesso à rede em todas as composições do metro e em cerca de 50 estações até final do primeiro trimestre de 2014.



A utilização do serviço é gratuita e para o usar é apenas necessário ligar o portátil ou telemóvel à rede ON-FI (termo que dá também nome ao projeto), sem necessidade de registo prévio, explica um comunicado à imprensa.



O serviço vai permitir que o Metro de Lisboa seja o segundo da Europa a disponibilizar um serviço do género, até agora apenas disponível em Londres.



O investimento para garantir o acesso gratuito à Internet no Metro de Lisboa é de 5 milhões de euros, que a empresa garante serem financiados na íntegra pelas receitas de publicidade na rede Wi-Fi.



"Futuramente, o objetivo é alargar o serviço a outros espaços de concentração de massas, como estádios, praças e outros locais nobres nas cidades de Lisboa e Porto", explica a ON Media Europe numa nota de imprensa.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.