A Microsoft anunciou que vai corrigir em breve a vulnerabilidade no Internet Explorer que poderá ter estado na origem dos ataques chineses ao Gmail. A atenção que a questão tem gerado justifica o lançamento do patch fora do habitual ciclo mensal de publicações.

O anúncio é feito por George Stathakopoulos, a partir do blog do The Microsoft Security Response Center, que refere que a actualização extraordinária é a melhor decisão nesta altura.

"Dado o significante nível de atenção que o problema gerou, a confusão acerca do que é possível os consumidores fazerem para se protegerem e a intensificação da ameaça, a Microsoft decidiu lançar uma actualização de segurança extraordinária", justifica o responsável.

George Stathakopoulos reiterou que o IE6 é, até à data, a única versão do browser com ataques confirmados, voltando a recomendar aos utilizadores a actualização para o IE8.

A vulnerabilidade no Internet Explorer tem trazido alguns dissabores à gigante da informática, depois de na semana passada ter admitido que a falha poderia ter estado na origem do ataque chinês às contas do serviço de correio electrónico da Google.

Insatisfeitas com a resposta da Microsoft ao problema, Alemanha e França chegaram a desaconselhar a utilização do navegador.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.