Para tentar contornar as críticas, que acusam o MySpace de ser um "local pouco seguro" na Internet, principalmente para os mais novos, a rede social tutelada pela News Corporation anunciou que faz parte dos seus planos lançar um software de controlo parental gratuito.



Os pais que optarem por instalar o programa, denominado Zephyr, poderão ter acesso aos dados que os seus filhos utilizam para se identificarem na rede. Desta forma, poderão verificar se os menores utilizam informação verdadeira referente ao nome, idade e localização, escreve o The Wall Street Journal.



No entanto, o software não permite que os pais leiam as mensagens de email dos filhos ou acedam à página de perfil dos mesmos no MySpace, ou seja, o controlo passa apenas pela verificação de dados. Por outro lado, o Zephir poderá alertar os mais novos avisando-os que os seus dados foram partilhados.



A decisão da empresa de Rupert Murdoch surge após um grupo de advogados de mais de três dezenas de estados norte-americanos considerarem a hipóteses de processar o MySpace, caso a rede social não impusesse limites etários mais elevados (16 anos ao invés de 14) na adesão de novos membros.



Como medida de protecção aos mais novos foi introduzida, no ano passado, uma nova regra que prevê que todos os membros com idade superior a 18 anos tenham de saber o nome e apelido, ou o email, de todos os indivíduos com idades entre os 14 e os 15 anos com os quais pretendam contactar. Contudo, muitos são os jovens que alteram a sua idade real no registo, fazendo-se passar por mais velhos.



Apesar de ser considerado benéfico por parte dos pais, o novo software já começou a gerar controvérsias junto dos defensores dos direitos humanos, por acreditarem que este método de controlo viola o direito à privacidade.



Popular em todo o mundo, o MySpace já foi associado por diversas vezes a casos de pedofilia e outros crimes sexuais. As autoridades norte-americanas afirmam que dezenas de adolescentes já foram molestadas e assassinadas depois de terem entrado em contacto com os agressores através da rede social.

Notícias Relacionadas:

2006-12-06 - Falha no QuickTime prejudica utilizadores do MySpace


2006-06-21 - Myspace reforça protecção de menores perante contactos de adultos

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.