A União Europeia tem realizado conversações com a Google no sentido de resolver a investigação de abuso de posição dominante por parte da gigante norte-americana nos resultados do motor de busca. Segundo o responsável da concorrência da UE, Joaquin Almunia, as negociações avançaram mas ainda estão por concluir.

Como avança o PC World, o comissário europeu não fez nenhuma previsão sobre o possível desfecho do caso com base nos contactos que têm sido feitos com a gigante de Mountain View, mas fez questão de frisar que as conversações não podem durar para sempre. Em outubro a Google fez uma proposta para tentar resolver a situação onde se comprometia a identificar nos resultados das pesquisas quais tinham origem nos seus próprios serviços.

A empresa norte-americana enfrenta uma investigação da União Europeia pelo suposto abuso da posição dominante que tem exercido no mercado das pesquisas, onde é acusada de promover os seus próprios serviços. As acusações e investigações que têm sido feitas à Google apontam também para o facto de a empresa reduzir a visibilidade dos serviços concorrentes durante os atos de "auto-promoção".

A TripAdvisor e a Microsoft foram algumas das empresas que apresentaram queixa ao organismo europeu por uma suposta violação das regras da livre concorrência.

Além da União Europeia, também a Comissão Federal do Comércio dos EUA (FTC) pode avançar com uma investigação e processo contra a Google por abuso de posição dominante na área das pesquisas. Segundo relata a imprensa internacional, as duas entidades têm mantido contacto sobre os casos de antitrust da Google.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.