Está disponível uma nova versão do pacote de produtividade LibreOffice. Nesta release 7.1 Community, o software de código aberto e acesso gratuito integra melhorias ao nível da interoperabilidade com arquivos DOCX / XLSX / PPTX, para além de manter um conjunto alargado de filtros para vários formatos de documentos legados. Acelera funções de pesquisa e introduz um conjunto de novas opções para agilizar a produtividade.

Entre as novidades da nova versão destaque para uma nova caixa de diálogo para selecionar o tipo de interface do utilizador, logo na primeira utilização; pesquisa melhorada para identificar o melhor tamanho de papel para um documento impresso, ou uma nova caixa de diálogo para pesquisar, obter e instalar extensões com um clique.  

Destaque também para o novo Inspetor de estilos no editor de texto (Writer), que exibe os atributos do parágrafo, estilos de caracteres e de propriedades formatadas manualmente (formatação direta) e para melhorias na velocidade das operações de localização ou substituição, patentes no Writer e na folha de cálculo (Calc). 

No Calc, há ainda uma nova opção para gerir operações de colagem com a tecla Enter, que pode ser ativada ou desativada através do menu de Ferramentas e para selecionar itens na janela do Autofiltro.

No editor de gráficos (Draw) passa a ser possível adicionar assinaturas visíveis em arquivos PDF existentes no programa. Na ferramenta para criar apresentações (Impress), entre as novidades está a possibilidade de alterar animações para vários objetos ao mesmo tempo, adicionar botões para "Pausar / Retomar" e "Sair" no ecrã do apresentador e novos recursos de animação “baseados em movimentos realistas e novas predefinições de efeitos de animação”, explica a Document Foundation. 

Ferramentas para utilizadores empresariais

O LibreOffice 7.1 Community está direcionado para utilizadores individuais e não está otimizado para serviços de suporte. Para empresas existe uma release Enterprise, com versões para desktop, dispositivos móveis e nuvem, com opções de suporte a longo prazo, assistência profissional, recursos personalizados e opção de Acordos de Nível de Serviço, disponibilizada por vários parceiros. 

Está também disponível um Protocolo de Migração para apoiar as organizações que mudam de pacotes de produtividade proprietárias. Baseada na implementação de uma versão LTS da família LibreOffice Enterprise, esta ferramenta inclui consultoria e formação de profissionais certificados.

O LibreOffice está na base de várias soluções de produtividade distribuídas por diferentes parceiros, sendo que “cada linha de código desenvolvida por empresas de ecossistema para os seus clientes é partilhada com a comunidade global”.

A The Document Foundation acrescenta que “apesar das recomendações anteriores, um número crescente de empresas escolheram a versão apoiada por voluntários em vez da versão empresarial otimizada para as suas necessidades”, uma tendência que “teve consequências negativas para o projeto” e chegou a pôr em causa a sua sustentabilidade. “Ao usar o selo Community, destacamos a importância de os clientes corporativos contribuírem para a nossa missão, de acordo com as suas capacidades e agradecemos o seu apoio”, apela a fundação. 

A nova versão do LibreOffice Community já está disponível para download. Pode ser descarregada em equipamentos a partir da versão 7 com Service Pack 1 do Windows ou MacOS 10.12.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.