A Comissão Europeia quer ouvir pais, associações de consumidores, organizações de defesa das crianças, operadores de redes móveis, fornecedores de conteúdos, fabricantes e reguladores relativamente aos potenciais riscos para as crianças da utilização de telemóveis. A questão motivou a abertura de uma consulta pública que arranca hoje e se prolonga até 16 de Outubro para recolher contributos de todos os interessados sobre o assunto.



A iniciativa parte da constatação de que ao longo dos últimos anos o uso de equipamentos móveis pelos jovens aumentou exponencialmente, ao ponto de hoje 70 por cento dos adolescentes com idades entre os 12 e os 13 anos usarem telemóvel, bem como 23 por cento das crianças com idades entre os 8 e os 9 anos, revelam dados do Eurobarámetro relativos a Maio de 2006.



Por outro lado, os equipamentos móveis abrangem um leque de funções cada vez mais diversificado com a possibilidade de ligação à Internet, a troca de conteúdos e de mensagens multimédia.



A Comissão quer perceber o impacto destas funcionalidades junto dos mais novos sobretudo no que se refere aos conteúdos acedidos e aos potenciais comportamentos de risco.



A consulta insere-se num processo que teve início em Junho de 2005 - com uma sessão plenária do Fórum para uma Internet mais Segura onde participaram 200 conferencistas - e se prolonga até 2008, contando com um orçamento global de 45 milhões de euros para o combate de conteúdos ilícitos e lesivos na Internet. O objectivo é reunir diferentes pontos de vista que possam contribuir para futuras acções europeias nesta matéria.



Notícias Relacionadas:

2006-07-18 - Grupo de pais contesta proibição de telemóveis nas escolas norte-americanas

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.