O número de internautas britânicos que faz downloads ilegais baixou consideravelmente, graças à cada vez maior utilização de serviços de streaming. O valor passou dos 18% registados em 2013, para os 10% contabilizados em junho último.

Os dados são o resultado de uma sondagem conduzida pelo YouGov e mostram que, entre aqueles que “desistiram” de ser “piratas”, 63% usam agora plataformas como o Spotify, Apple Music ou o Tidal. "Agora é mais fácil ouvir música em streaming que pirateá-la", referiu um dos participantes citado pelo Independent.

Mesmo entre quem ainda recorre ao download ilegal, 22% esperam deixar de o fazer nos próximos cinco anos. "O Spotify tem tudo desde os novos lançamentos até às músicas mais antigas, preenche um vazio, já não há necessidade de usar uma fonte não oficial", refere outro utilizador que participou na votação.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.