A Sony Music Entertainment e o Universal Music Group da Vivendi vão lançar hoje uma actualização do seu serviço pago de música online, o que poderá representar a maior concessão até hoje por parte da indústria discográfica aos consumidores que desejam efectuar downloads de música, noticiou a Associated Press.



A Pressplay, joint-venture entre as duas companhias criada há cerca de sete meses para administrar o serviço - irá começar a oferecer aos seus assinantes a possibilidade de copiar músicas de bandas e artistas populares para CDs em branco e de transferir faixas para leitores portáteis digitais.



Esta empresa e a MusicNet - responsável por um serviço semelhante que a AOL Time Warner, Bertelsmann, o EMI Group e a RealNetworks lançaram em Dezembro - foram criticadas por não conseguirem oferecer aos utilizadores uma alternativa viável aos sistemas gratuitos de partilha de música como o Morpheus e o KaZaA.



Quer a Pressplay, quer a MusicNet permitem difundir - stream - ficheiros de música através dos seus serviços, mas não deram aos utilizadores a hipótese de transferirem faixas para leitores de música digital ou de guardarem quaisquer músicas depois de deixarem de subscrever os serviços. A Pressplay limitou o número de faixas que podem ser copiadas a um pequeno número, ao passo que a MusicPlay ainda não permite esta funcionalidade.



A nova versão do serviço da Pressplay oferece streaming ilimitado bem como a possibilidade de se efectuar tantos downloads quanto se pretenda, bastando para tal pagar 9,95 dólares por mês (10,15 euros), apesar de as músicas estarem protegidas contra a cópia para CDs ou de serem transferidas para o disco rígido do computador.



Por um pouco mais, 17,95 dólares mensais (18,32 euros), os utilizadores vão poder transferir 10 músicas por mês para leitores portáteis de música digital que utilizam o formato Windows Media Audio da Microsoft. Quem quiser adquirir mais downloads de faixas em formato digital, poderá fazê-lo por 99 cêntimos de dólar (1,01 euros) cada música, disponíveis através de packs de downloads de cinco, dez ou 20 faixas.



Mas ao contrário das redes Peer-to-Peer de partilha de música, a Pressplay, tal como a MusicNet, apenas oferece músicas dos catálogos das companhias discográficas que criaram a joint-venture. No caso da Pressplay, isso corresponde a cerca de 100 mil músicas.



A Listen.com, outra empresa que disponibiliza um serviço pago de música online, sendo parcialmente detida pela cinco grandes firmas da indústria discográfica, inclui músicas de todas as majors - nome dado a essas companhias. Mas a empresa não oferece aos utilizadores a hipótese de transferir o seu conteúdo para dispositivos portáteis de música.



A Pressplay espera alcançar no prazo de seis meses um acordo para disponibilizar música da Warner Music e da alemã Bertelsmann. Actualmente, a joint-venture já oferece algumas faixas da EMI.



Por seu lado, a Listen.com vai lançar hoje duas parcerias com fornecedores de acesso à Internet em banda larga, a Roadrunner - do grupo AOL Time Warner - e a DirecTV, que irão oferecer aos seus assinantes acesso ao serviço de música Rhapsody da Listen.com por uma taxa adicional.


Notícias Relacionadas:

2001-12-19 - Pressplay disponível desde hoje para "alguns" clientes

2001-12-11 - Pressplay garante parceria com Roxio para permitir gravação de CDs

2001-12-04 - RealNetworks testa adesão a serviços pagos da MusicNet

2001-10-19 - PressPlay acrescenta ao seu catálogo mais seis companhias discográficas

2001-08-07 - Serviços online de subscrição de música enfrentam investigação anti-trust

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.