Mais do que os 2,8% registados entre os endereços internet .pt, o domínio de topo para países (ccTLDs) que mais cresceu na Europa foi o .se, da Suécia, com 4,2%, seguido do .cy, do Chipre, com 4,1%. Completam o top 5 para a Europa, por esta ordem, o .am da Arménia (2,5%) e o .fi da Finlândia (2,4%).

Os dados são do mais recente DomainWire Global TLD Stat Report, do CENTR, que faz uma “apanhado” global das tendências de registo de todos os domínios de topo (gTLDs legacy, novos gTLDs e ccTLDs).

[caption][/caption]

O relatório trimestral revela ainda que, globalmente, os domínios em todos os TLDs cresceram 0,3% entre outubro e dezembro de 2016, para os 309 milhões.

O .com continua a ser o domínio internet de topo com mais sites registados. Em segundo surge a .cn, da China, e em terceiro o .de, da Alemanha.

[caption][/caption]

DNS.PT faz “balanço muito positivo”

Face aos números divulgados pelo CENTR, a associação que gere o registo de domínios .pt diz poder fazer um “balanço muito positivo dos últimos anos” e acredita que existe ainda um potencial de crescimento em Portugal, embora com percentagens mais moderadas.

“Mantendo os pressupostos que nos têm feito crescer, confiança, credibilidade e fiabilidade técnica, prevemos para 2017 um crescimento de 4%”.

Recorde-se que em 2016 foram criados 94 mil novos sites com endereços a terminarem em .pt, o que fez subir para mais de 870 mil o número total. O valor representa um crescimento de 3,5% face aos cerca de 91 mil registos do ano anterior.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.