De análise em análise, a Samsung tem-se estabelecido como a marca dominante no segmento dos dispositivos móveis. Entre julho de 2012 e junho de 2013, graças ao volume de vendas de smartphones e ao sucesso comercial de alguns modelos, a tecnológica sul-coreana tornou-se a marca responsável pelo maior consumo de Internet em telemóveis.

No final de junho deste ano 25,47% do consumo de Internet realizado em telemóveis provinha de equipamentos Samsung. Na segunda posição aparece a Apple com uns não muito distantes 25,09%.

A Nokia, noutros tempos líder destacada neste segmento de análise, ocupa atualmente o terceiro lugar e perdeu a liderança para a Apple no início de 2013. A marca da maçã teve vários meses uma liderança confortável, mas tal como mostra o seguinte gráfico, foi perdendo expressão para a rival Samsung que no último mês da análise já tinha atingido a primeira posição:

[caption]Quadro[/caption]

Estes dados representam a taxa de utilização global, mas existem mercados onde a luta não é tão acérrima. Nos EUA por exemplo, a Apple lidera com 38 pontos percentuais de vantagem sobre a Samsung. Do quadro vale a pena destacar ainda que quase 10% do consumo de Internet que se faz a partir de telemóveis tem origem em fabricantes que são consideradas como desconhecidas para a StatCounter.

No mesmo relatório, denominado de StatCounter Internet Wars Report - Winners and Losers, a empresa de análise tirou algumas conclusões do último ano de utilização de Internet relativamente a outros sectores.

Na área dos browsers o destaque vai para a diferença cada vez maior que existe entre a taxa de utilização do Chrome para o Internet Explorer, com o navegador da Google a registar um crescimento constante e o da Microsoft a conhecer uma perda acentuada no segundo trimestre de 2013.

O Google continua a ser de longe, muito longe, o motor de busca mais popular em todo o mundo ao concentrar 90,9% das preferências, ainda que relativamente a julho de 2012, haja uma queda superior a um ponto percentual.

Há ainda um olhar sobre as redes sociais, concluindo o Statcounter que os relatos de que o Facebook está a passar de moda são falsos, pelo menos a nível global. A plataforma criada por Mark Zuckerberg é responsável por 71,03% do tráfego gerado neste tipo de páginas.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.