O Twitter decidiu descontinuar a aplicação TweetDeck para os sistemas operativos Android e iOS e também a versão construída em AIR da Adobe. A rede de microblogues prefere concentrar os esforços em melhorar a experiência de utilização do serviço no formato Web e integrado em navegadores como o Chrome.

As apps vão ser removidas das respetivas lojas de aplicações no início de maio e pouco tempo depois vão deixar de funcionar. "Ao longo dos últimos anos temos visto uma forte tendência de pessoas a usarem o TweetDeck nos seus computadores e o Twitter nos dispositivos móveis", é a justificação apresentada no blogue oficial do serviço.

O Twitter tem apostado bastante na aplicação móvel para Android e iOS, atualizando várias vezes o software móvel nos últimos tempos e incluindo novas funcionalidades - como filtros para imagens e a integração com o Vine. Situação que contrasta com o TweetDeck. O corte nas aplicações aparece depois de a rede social ter deixado de atualizar as três versões da ferramenta durante largos meses.

A empresa adianta ainda que as aplicações do TweetDeck assentam na API 1.0 do Twitter, interface de programação que vai ser desativado nas próximas semanas.

O objetivo passa agora por reforçar a ferramenta em versão Web e dedicada para PC e Mac. A plataforma de microblogues aproveitou também para confirmar que a integração com o Facebook vai ser deixada de parte no TweetDeck.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.