A Googleacaba de lançar uma app independente do YouTube para a próxima versão do sistema operativo de dispositivos móveis da Apple
Apple, na sequência da não renovação do acordo de licenciamento entre as duas empresas, que permitia ao YouTube surgir no iOS como o serviço de vídeo instalado por defeito.


Na base desta decisão estarão as disputas judiciais travadas entre as duas empresas, agravadas pelo facto de a Google deter agora a Motorola, o que reforça a concorrência direta com a Apple no segmento dos smartphones e dos tablets.


O lançamento da nova app do YouTube para sistemas iOS permitirá à Google não só manter o acesso de milhões de utilizadores à plataforma a partir de iPhone e iPad, mas também aumentar, pelo menos teoricamente, o número de vídeos disponibilizados e as receitas provenientes dessa utilização.


Até agora o acordo de licenciamento entre as duas empresas não permitia a inclusão de anúncios nos vídeos, devido a uma imposição da Apple. Uma situação que limitava a reprodução de muitos conteúdos, uma vez que parte dos detentores dos respetivos direitos se recusavam a ceder a sua reprodução num dispositivo iOS, sem possibilidade de ser gerada uma receita.


Na nova app, a Google passa a poder incluir banners e anúncios nos vídeos, disponibilizando os mesmos resultados e conteúdos que são mostrados no YouTube a partir de dispositivos com outros sistemas operativos.



O iOS 6, apresentado pela Apple em junho, ficará disponível para os utilizadores em breve, acredita-se que logo após a apresentação do novo iPhone que se espera aconteça já esta quarta-feira.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.