Já se especulava há muito tempo sobre a possibilidade dos accionistas de referência tomarem a decisão de alienar as suas participações na operadora de telecomunicações Oni. A confirmação chegou porém ontem ao final da tarde, com o conselho de administração da EDP a assumir num comunicado à CMVM que tinha solicitado à comissão executiva que iniciasse o processo de venda da Oni.

A este comunicado seguiu-se uma declaração de intenções semelhantes do Banco Comercial Português e pouco mais tarde um comunicado equivalente da Brisa. Falta agora apenas a comunicação formal da Galp Energia para que os accionistas de referência da Oni dêem o seu aval ao processo de alienação.

O grupo EDP é o principal accionista da Oni, detendo 56,61 por cento do capital da operadora de rede fixa, enquanto o BCP detém 23,06 por cento, a Brisa 17,18 por cento e a Galp Energia 3,16 por cento.

António Mexia tinha já assumido por diversas vezes desde que ocupou a liderança executiva da EDP que a alienação da Oni era uma das tarefas que tinha na sua lista, defendendo que a eléctrica não deveria dispersar a sua actividade pelo sector da telecomunicações. Também os restantes accionistas tinham há muito avançado com sinais de que não consideravam a sua participação na Oni um activo estratégico.

Desde que se fala da possibilidade dos accionistas venderam a sua participação na Oni surgiram já na imprensa os nomes de diversos eventuais compradores, entre os quais a Tele 2 e até os espanhóis da Jazztel.

Notícias Relacionadas:

2006-05-23 - ONI quer lançar operador móvel virtual e oferta triple play
205-09-30 - Oni anuncia conclusão da venda da Comunitel à Tele2

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.