O juiz de um tribunal em San Diego, na Califórnia, deu razão à Qualcomm numa queixa apresentada contra a Apple. A fabricante de processadores reclamou o uso indevido de três patentes suas pela empresa da maçã, que lhe terá agora de pagar 31 milhões de dólares de indemnização.

As tecnologias em questão foram registadas nos Estados Unidos com os números 8.838.949, 9.535.490 e 8.633.936. De acordo com a Qualcomm, as mesmas terão sido aplicadas no fabrico dos iPhones 8, 8 Plus e X entre os anos de 2016 e 2018.

As três patentes, de acordo com o site Notebook Check, são fundamentais para o uso corrente do iPhone. Estas tecnologias permitem ao iPhone ligar-se rapidamente à internet após iniciado, além de realizar transferências de dados mais rápidas entre o processador e o modem e ainda um processamento dos gráficos com utilização mais eficiente da bateria.

O tribunal considerou no passado dia 15 de março que a Apple terá de indemnizar a Qualcomm no valor de 1,41 dólares por unidade de iPhone vendida, totalizando os referidos 31 milhões de dólares.

Don Rosenberg, vice-presidente da Qualcomm considera que o veredicto representa “a mais recente vitória num litígio que visa responsabilizar a Apple pela utilização das nossas valiosas tecnologias sem as pagar”. Recordamos que este é mais um capítulo de uma longa batalha entre as duas tecnológicas norte-americanas, que teve início em 2017 e parece estar ainda longe do seu fim.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.