Durante o terceiro trimestre deste ano fiscal a Apple facturou 7,46 mil milhões de dólares, o que perfaz um crescimento de 38 por cento face ao mesmo período do ano passado. Contudo, as previsões da companhia para o trimestre que se segue não são as melhores e ficam muito abaixo das estimativas dos analistas de mercado.



A empresa espera alcançar vendas na ordem dos 7,8 mil milhões de dólares e lucros de um dólar por acção, valores que não correspondem aos estimados por Wall Street: 1,25 dólares por acção e volume de vendas de 8,3 mil milhões de dólares.



Previsões à parte, os objectivos para o terceiro trimestre foram cumpridos e a Apple fechou o período com lucros na ordem dos 1,72 mil milhões de dólares, o que equivale a uma subida de 31 pontos percentuais face ao período homólogo.



Segundo Peter Oppenheimer, responsável pelas finanças da Apple, a empresa vendeu um valor recorde de Macs no trimestre: 2,49 milhões de computadores, mais 41 por cento do que no período anterior. Este volume de vendas equivaleu a uma facturação de 3,61 mil milhões de dólares.



Por outro lado, durante o trimestre foram vendidos 11 milhões de iPods e 717 mil iPhones, o que representou crescimentos de 12 e 166 por cento face aos três meses precedentes.



Para os próximos meses, fica a garantia que serão lançados novos equipamentos, o que, de acordo com Peter Oppenheimer, deverá impulsionar ainda mais os negócios da companhia.



Notícias Relacionadas:

2008-07-14 - iPhone 3G vende 1 milhão de unidades em todo o mundo

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.