A nova CEO da Yahoo decidiu congelar os salários dos mais de 14 mil funcionários da empresa a nível mundial. Os habituais aumentos anuais não terão assim lugar em 2009.

Carol Bartz segue assim uma tendência registada entre outras empresas face à recessão económica, como por exemplo a AMD, que já tinha adoptado medidas similares.

A decisão de suspender os aumentos é uma das primeiras medidas impostas pela nova CEO da Yahoo, em funções há cerca de uma semana, para reduzir os gastos da empresa.

"A administração entendeu que esta era a atitude mais responsável a ser tomada", declarou o porta-voz da Yahoo, Brad Williams.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.