A partir de Outubro as empresas portuguesas que pretendam trocar as suas licenças de emissão de dióxido de carbono ou créditos de carbono podem faze-lo através do sistema electrónico de negociação da Sende CO2.



A empresa, que representa em Portugal a Bolsa Mediterrânea de Direitos de Emissão de Dióxido de Carbono, espera atingir rapidamente os 15 a 20 membros, o que corresponde a 8 por cento dos operadores existentes em Portugal, escreve o Jornal de Negócios, citando a AmbienteOnline.



A Sende CO2 está em Lisboa desde Junho e vem desde então desenvolvendo testes técnicos que preparam o arranque à séria deste mercado electrónico que até final do ano deverá acolher a negociação de 200 mil toneladas. Só na primeira semana a organização pensa acolher negociações de 10 a 15 milhões de toneladas de emissões.



A bolsa mediterrânea está também disponível em Espanha, na Alemanha, Reino Unido, Holanda, Itália, Hungria, Polónia e República Checa.



Notícias Relacionadas:

2000-05-18 - Gases do efeito de estufa vão aumentar em Portugal

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.