A segunda maior operadora de televisão por cabo a nível nacional, a Cabovisão, poderá ponderar arranjar um comprador, informou hoje o jornal Diário Económico (DE). Segundo o apurado por este órgão de comunicação social, a Caixa Geral de Depósitos deverá ser o banco mandatado para efectuar a operação de pesquisa de um novo comprador.

Contactado pelo TeK, Jorge Patrício, Relações Públicas da Cabovisão, comentou que "não há nada de concreto. Tratam-se apenas de boatos. E nós não comentamos boatos". Este funcionário da empresa de televisão por cabo adiantou ainda que vai ser emitida uma comunicação brevemente sobre a alteração do conselho de administração da Cabovisão.

Ainda de acordo com a notícia do jornal Diário Económico, Paulo Fernandes, presidente da Cofina, parece já ter ponderado lançar-se na corrida pela aquisição da operadora de cabo criada em 1993 e cuja estrutura accionista é detida a 100 por cento pelo grupo CSII (Cable Satisfaction International Inc.), uma
holding canadiana especializada na exploração de redes de televisão por cabo a nível internacional.

Contudo, adianta o DE, Paulo Fernandes desistiu da operação por não considerar a companhia suficientemente rentável, em especial, no que toca à vertente de telefone do seu negócio. Questionada sobre este assunto, a Cofina respondeu: "Não comentamos. Contudo, continuamos a afirmar que a Cofina está aberta a todas as oportunidades e estuda, a cada momento, as melhores opções para o desenvolvimento dos seus negócios."

A empresa de Paulo Fernandes possui 25 por cento das acções da TV Tel Grande Porto, uma outra operadora de televisão por cabo. No final do passado mês de Novembro, a TV Tel detinha cerca de sete mil clientes e 80 mil casas cabladas, estando implantada na zona Norte do Porto e em Vila Nova de Gaia. Esta companhia encontra-se actualmente a preparar o início das operações comerciais em Matosinhos. Em Setembro de 2002, os clientes da Cabovisão ascendiam a mais de 200 mil, tendo aumentado para 300 mil até ao final do ano, de acordo com dados apurados pelo DE.

Este jornal equaciona ainda a hipótese de outros operadores nacionais de telecomunicações, como a Oni ou a Sonae.com, entrarem na corrida para a aquisição da Cabovisão.

Notícias Relacionadas:
2002-02-08 - Reclamações da Cabovisão e ONI levam Anacom a processar PT
Comunicações

2000-10-13 - Cabovisão com tarifa telefónica única
2000-09-12 - Cabovisão lança IPhone
2000-06-15 - Netvisão chega às Caldas da Rainha

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.