A Cisco Systems poderá ter de eliminar 10.000 postos de trabalho, como parte da sua estratégia de racionalização de custos. A confirmar-se, o valor representará uma redução de cerca de 14% do número de efectivos.

O plano prevê, segundo a imprensa norte-americana, o despedimento de 7.000 funcionários já no próximo mês de Agosto, e a eliminação de 3.000 postos de trabalho através da concessão de reformas antecipadas.

Durante a apresentação de resultados trimestrais, em Maio último, a empresa já tinha anunciado que iria eliminar postos de trabalho, mas sem precisar o número em causa.

Se prevalecerem os valores avançados, o corte será superior ao registado entre 2001-2002, quando a reduziu o número de trabalhadores de 44.000 para 36.000. A Cisco tem actualmente uma equipa de 73.400 funcionários.

A estratégia de racionalização de custos adoptada vai permitir à empresa poupar 1.000 milhões de dólares durante o exercício fiscal de 2012. As reformas antecipadas deverão custar à Cisco entre 500 milhões e 1.100 milhões de dólares.

O plano surge em resposta à crise e à concorrência enfrentada por parte de empresas como a Hewlett-Packard ou a Huawei, nos routers e switches, mercado que dominou durante mais de 20 anos.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.