A empresa de software Compuware anunciou que irá reduzir os salários dos seus empregados, assim como retirar-lhe alguns benefícios de forma a manter a sua actividade sem ter de recorrer a despedimentos de funcionários, noticiou a Associated Press.

Assim, segundo uma comunicação interna a que a mesma fonte teve acesso, os cerca de 9.300 funcionários da companhia irão ver reduzidos os seus salários entre 5 e 10 por cento. Para lá disto, os mesmos terão de passar a pagar uma parte dos seus seguros de saúde - até aqui gratuitos - e ainda ver aumentadas as taxas de utilização dos ginásios e creches da Compuware.

No caso dos seus consultores técnicos sem contrato, a solução é mais radical e passa pela redução de metade dos seus vencimentos. Registe-se que esta medida irá afectar 4.000 profissionais.

Ainda assim, esta notícia não terá apanhado de surpresa os trabalhadores da Compuware que haviam sido notificados anteriormente que a empresa iria adoptar medidas radicais de forma a minorar as quebras de receitas que têm vindo a acentuar-se nos últimos trimestres.

Com estas medidas - que entraram em vigor a partir de dia 1 de Novembro - o CEO da empresa, Peter Karmanos, espera poupar cerca de 31,6 milhões de dólares até ao final do ano fiscal da empresa, que termina em Março. Para dar o exemplo, o próprio Karmanos anunciou que irá sofrer uma redução de 69 por cento no seu ordenado - enquanto a maior parte dos executivos sofreram cortes de 10 por cento nos vencimentos.

Notícias Relacionadas:
2002-11-12 - Sites portugueses cada vez mais lentos a "carregar"
2001-09-06 - Compuware com ferramenta de desenvolvimento de aplicações JAVA gratuita

2001-07-10 - Compuware certifica gratuitamente clientes para euro

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.