A empresa canadiana Corel lançou na passada quinta-feira um novo programa de licenciamento destinado a atrair empresas insatisfeitas com novo modelo de aquisições em volume Software Assurance da Microsoft, que entrou em vigor no mesmo dia.



Através deste novo modelo, a Corel irá oferecer aos clientes empresariais um período de testes com a duração de um ano para utilizar gratuitamente o WordPerfect, o seu pacote de ferramentas de produtividade. A produtora de software espera assim que uma percentagem dos que experimentarem a suíte decidam abandonar o pacote Office da Microsoft, optando por outras alternativas mais económicas.



No ano passado, a Microsoft anunciou uma alteração ao seu programa de licenciamento nos termos do qual as empresas pagam por várias cópias do software da companhia. De acordo com o novo plano Software Assurance, os clientes empresariais têm de assinar contratos pluri-anuais que requerem um pagamento anual, mas garantem novas actualizações aos programas, com vista a continuarem a receber descontos por aquisições em volume.



Alguns analistas afirmaram que o plano poderá aumentar as despesas com software em 100 por cento para companhias que não actualizam frequentemente os programas. Várias firmas já expressaram o seu desacordo em relação à nova estratégia de licenciamento, através da qual a Microsoft prevê aumentar as suas receitas.



Mas a Corel afirma que o seu novo acordo de licenciamento Corel Transactional License não estabelece requisitos de compra em volume de um determinado número de unidades e não exige uma taxa anual para que o software seja actualizado. Apesar de ser aplicável a toda a linha de produtos da Corel, o novo programa de licenciamento da Corel destina-se principalmente aos actuais clientes da Microsoft.



Tal como o Microsoft Office, o WordPerfect da Corel possui todas as ferramentas essenciais para o funcionamento de um escritório, como um processador de texto, folha de cálculo, programa de apresentações que emprega o Macromedia Flash para gerar animações na Web, livro de endereços e cliente de email. Apesar de não incluir um programa de bases de dados, integra um criador de documentos em formato .PDF e pode abrir documentos do Office.


Notícias Relacionadas:

2002-07-26 - Corel prestes a introduzir nova versão da sua suite de gráficos

2001-12-06 - Corel divulga estratégia baseada em três pontos para o ano fiscal de 2002

2001-10-09 - Novas regras para licenciamento de programas Microsoft

2000-11-16 - Comdex Fall/2000 - Corel lança Draw! 10 e demonstra Office 2002

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.