A Comissão de Valores e Bolsa dos Estados Unidos (SEC) anunciou que, durante dez dias, 35 empresas de pequena dimensão têm a sua actividade na bolsa suspensa na sequência de uma operação anti-spam.



Todas as organizações são acusadas de incitarem os utilizadores a investirem nas suas acções através do envio de mensagens de correio electrónico, enviadas massivamente, e onde constam informações falsas relativamente aos resultados das empresas.



Em comunicado a SEC refere que semanalmente são enviados cem milhões de emails desta natureza o que leva ao "aumento do número de investimentos e, consequentemente, do valor das acções. Antes de acabarem com o envio das mensagens, as campanhas são retiradas e os investidores perdem todo seu dinheiro aplicado".



Esta operação, denominada "Spamlot", tem como objectivo proteger os investidores de potenciais fraudes via spam e é considerada a maior de sempre realizada nos Estados Unidos.



Uma análise da Panda Software, realizada no final do ano passado, dava conta que em alguns casos, o spam financeiro era responsável pelo aumento da cotação das acções em cerca de 12 por cento no espaço de 24 horas.

Notícias Relacionadas:

2006-10-10 - Spam financeiro utilizado para fazer subir o valor de acções no mercado

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.