A extensão do Programa hoje assinado entre o MIT e o Estado Português abrange também as empresas, uma dimensão que foi menos divulgada mas que é considerada fundamental para a mobilização da Sociedade que o governo quer conseguir com esta iniciativa. O protocolo abrange para já 10 empresas, de origem industrial, mas está aberto a mais participações de empresas “que se queiram comprometer com os mesmo objectivos definidos para este grupo”, defendeu hoje José Mariano Gago, Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

O envolvimento de empresas neste protocolo é inédito, sendo uma iniciativa portuguesa que o MIT não replica, afirmou em conferência de imprensa José Mariano Gago. Manuel Heitor, secretário de Estado da Ciência e Tecnologia acrescenta que estas empressas assumiram a oportunidade da iniciativa, mas que também se comprometeram com metas objectivas, nomeadamente de duplicarem o investimento em I&D nos próximos três anos e de investirem em média 6% do total da facturação no período 2007-2013.

Também a nível de recursos humanos as empresas que estão no grupo de participação industrial garantirá a contratação de doutorados em proporções semelhantes às melhores práticas internacionais, devendo garantir 30 novos contratos de doutores até ao final de 2009, assim como 60 novos contratos de especialistas nos próximos 5 anos. Estes especialistas contam-se entre os formados no contexto do Programa MIT-Portugal.

Do compromisso assumido fazem ainda parte o estímulo do registo internacional de patentes, que prometem quadruplicar até 2009, duplicando ainda o seu envolvimento em projectos de I&D no âmbito do Programa Quadro Europeu.

O acordo de afiliação industrial ao Programa MIT-Portugal foi assinado pelas empresas com a Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT). As empresas participantes são a Amorim Industrial Solutions, Celoplás, Iber Oleff, Inapal Metal, Inapal Plásticos, Manuel da Conceição Graça, Plasdan, Simoldes plásticos, Sunviauto e TMG-Automotive.

A Autoeuropa vai apoiar adicionalmente o desenvolvimento de programas de formação avançada a disponibilizar no âmbito do Programa MIT-Portugal,
designadamente mestrados profissionalizantes, e de programas de
doutoramento

Notícias Relacionadas:
2006-10-11 - Acordo com MIT marca ponto de viragem para comunidade académica

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.