Os despedimentos continuam na ordem do dia, desta vez tendo a Ericsson como protagonista. A fabricante de equipamentos de telecomunicações anunciou a dispensa de 5.000 funcionários em todo o mundo, como parte do plano de redução de custos colocado em marcha em Fevereiro de 2008.

A redução do efectivo afectará principalmente consultores e trabalhadores temporários. Entre os dispensados, mil são funcionários pertencentes às unidades da fabricante na Suécia, que actualmente somam cerca de 64 mil trabalhadores.

Os lucros da fabricante sueca de equipamentos de telecomunicações em 2008 registaram uma queda de 48 por cento face ao ano anterior, saldando-se em 1,039 mil milhões de euros.

Apesar do mau resultado anual, destaque para a boa prestação no último trimestre, com o lucro da Ericsson a crescer 31 por cento, para os 359 milhões de euros, valor acima do previsto pelos analistas.

O programa de redução de custos iniciado pela fabricante em Fevereiro de 2008 já originou poupanças de 6,5 mil milhões de coroas suecas (598 milhões de euros), acima do objectivo fixado inicialmente de quatro milhões de coroas suecas (368 milhões de euros).

Os custos de reestruturação para 2009 ficarão entre os 6.000 e os 7.000 milhões de coroas (entre 552 milhões de euros e 644 milhões de euros).

A Ericsson espera que as novas medidas lhe permitam poupar 10 mil milhões de coroas suecas (919 milhões de euros) ao ano a partir do segundo semestre de 2010.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.