A COTEC apresentou ontem uma nova iniciativa que arranca em Janeiro do próximo ano com o objectivo de definir um modelo de inovação "sistemática e sustentada", que promova o "reforço das suas vantagens competitivas numa economia cada vez mais assente no conhecimento e globalização", concretizou João Picoito da Siemens, que apresentou a iniciativa.




Um dos quatro projectos já definidos neste âmbito propõe a criação de um sistema de Innovation Scoring, medida que a associação considera um avanço sobre a certificação da gestão de I&D e Inovação. O sistema vai analisar os dados recolhidos em Portugal numa perspectiva de comparação com o que se faz noutros países, através de auditoria e condução de processos de auto-avaliação. Para arrancar com o projecto vai ser feito um piloto com um número limitado de empresas, embora o objectivo seja alargar a dinâmica a um universo de entidades mais vasto. O alvo são empresas, sobretudo as associadas.




Este projecto é o culminar de três outras áreas de acção que partem da identificação e difusão de modelos e de mecanismos empresariais indutores do desenvolvimento sustentado de inovação, passando pela definição de uma metodologia de classificação das actividades de I&D e Inovação (I+D+I) e pela certificação de gestão da inovação.




A iniciativa vai ser financiada pelas empresas directamente envolvidas, que estão ainda a ser escolhidas, pelos patrocinadores e pela própria COTEC. A concretização é coordenada por uma comissão e acompanhada por uma outra, a que se juntam coordenadores directos de cada projecto.




A apresentação serviu ainda para apresentar resultados da primeira fase de uma outra iniciativa desenvolvida pela associação desde 2004, designada CoHitec, que está a criar uma rede de apoio às start ups. Nesta primeira fase o objectivo era tornar conhecimento gerado nas universidades em projectos de negócio. Participaram 90 investigadores, 80 alunos de pós-graduação em gestão e foram apreciadas 90 tecnologias, das quais resultaram 21 projectos de negócio, apreciados a partir de um conjunto de metodologias aplicadas pela Universidade da Carolina do Norte, parceira da iniciativa.




A segunda fase da iniciativa prevê agora o apoio na análise de oportunidades de mercado e no financiamento, através de business angels. A associação vai estudar o enquadramento jurídico de um fundo COTEC com este objectivo que conte com investimento dos associados.



Notícias Relacionadas:

2005-11-07 - Candidaturas para a Rede PMEs Inovadoras da COTEC abertas até 10 de Dezembro

2005-04-20 - Chipidea distinguida pelo Prémio PME Inovação COTEC


2005-04-18 - COTEC procura aproximação às PMEs com rede de empresas inovadoras

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.