As receitas da Intel ultrapassaram, no último trimestre, e pela primeira vez na história da empresa, os 11 mil milhões de dólares (cerca de 7,87 mil milhões de euros), acaba de anunciar a fabricante em comunicado oficial.

Os números revelam um crescimento de 18 por cento, face ao mesmo período de 2009, em que os valores se ficaram pelos 9,4 mil milhões de dólares (6,7 mil milhões de euros).

Também os resultados operacionais ascenderam a 4,1 mil milhões de dólares, levando o presidente e CEO da empresa, Paul Otellini, a afirmar que no terceiro trimestre foram batidos "todos os recordes de receitas e resultados operacionais".

Os resultados referentes ao trimestre que acabou em Setembro, publicados depois do fecho das bolsas de Nova Iorque, ficaram acima das expectativas tanto da fabricante como dos analistas, levando a uma revisão em alta das previsões para o final deste ano.

De acordo com os valores apresentados, os lucros (resultados líquidos) apurados entre Julho e Setembro situaram-se nos 3 mil milhões de dólares (2,15 mil milhões de euros), ou 0,52 dólares por acção, um valor 59 por cento superior ao registado no período homólogo (1,86 mil milhões de dólares).

Segundo Paul Otellini, o desempenho terá sido impulsionado pela "sólida procura" dos clientes empresariais e pelo crescimento nos mercados emergentes.

Nota de Redacção: A notícia foi corrigida numa troca de valores relativamente à receita e ao lucro obtidos pela Intel. Pelo facto de também o título da notícia ter sido alterado, os comentários associados ao artigo original desapareceram.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.