A Lenovo anunciou que despedirá cerca de 2.500 funcionários, cerca de 11 por cento da equipa de trabalho, como estratégia de combate à crise.

As dispensas ocorrerão em todas as divisões da fabricante espalhadas pelo mundo e serão o suficiente para a empresa poupar, aproximadamente, 221 milhões de euros no ano fiscal 2009 - 2010, que termina a 31 de Março do próximo ano.

Entretanto, a empresa já anunciou que as suas operações das divisões Ásia-Pacífico serão unidas às da China sob a responsabilidade de Chen Shaopeng, presidente das divisões chinesa e russa, e viu o regulador de mercado suspender temporariamente a sua actividade na bolsa de Hong Kong, dadas as especulações de reestruturação na empresa.

A Lenovo espera grandes perdas no fecho do quarto trimestre de 2008, vendo-se obrigada a uma reorganização da companhia, que obrigará ao encerramento do seu centro de apoio ao cliente em Toronto e a transferência das operações em Morrisville, na Carolina do Norte, para outra região.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.