No mesmo período, o lucro da Portugal Telecom aumentou (130%) para os 284 milhões de euros, beneficiando do impacto positivo da venda da participação do grupo português na CTM de Macau.

O EBITDA fixou-se no mesmo período em mil milhões de euros – numa queda de 10,9%, com uma margem de 32,9%. O Capex atingiu os 228 milhões de euros, um valor de investimento que inclui os recursos alocados ao novo centro de dados na Covilhã, detalha a PT no comunicado enviado à CMVM. Ainda assim, o valor de Capex para o período diminuiu 4,4%.

As operações no Brasil continuam a garantir mais de metade do negócio da Portugal Telecom, e no período em análise representaram 58% dos resultados operacionais da empresa. Ainda assim, o contributo das receitas da Oi na empresa portuguesa - a participação mais expressiva naquele país - recuou 8%.

No que refere aos números de clientes, a Portugal Telecom terminou o semestre com 4,9 milhões de clientes no fixo e 7,3 milhões de clientes no móvel. Ambas as bases de clientes cresceram no período, 3,6% e 4,2% respetivamente.

Em relação à base de clientes móveis note-se ainda que a PT conseguiu aumentar em 8,8% no período o número der clientes pré-pagos, uma transição que a empresa explica com a adesão cos clientes ao pacote M4O.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.