A Deloitte prevê que no final deste ano o mercado mundial de subscritores móveis atinja os dois mil milhões, um número que para muitos países significará o atingir de uma taxa de penetração superior a 100 por cento. Não obstante, o principal contributo para o crescimento móvel chega de mercados emergentes como a Ásia e a América Latina.



A expansão de novos mercados e consolidação dos tradicionais não deverá destronar a voz, enquanto principal fonte de receita, cerca de 80 por cento do total. Este facto explica-se com a diminuição dos preços e a facilidade de utilização do serviço, diz o documento. Nos mercados mais maduros novos serviços - normalmente relacionados com as funcionalidades de personalização - têm tendência a crescer e serem cada vez mais procurados.




A par com o mercado móvel contribuirão positivamente para o crescimento de o mercado de telecomunicações em 2005 a banda larga, as tecnologias de voz sobre IP e as tecnologias RFID, que segundo a empresa vão dar novo fôlego às receitas geradas com tecnologias wireless. No que respeita às tecnologias RFID as previsões da Deloitte apontam para vendas de 10 mil milhões de etiquetas até final do ano.



Na área da banda larga, as previsões da Deloitte apontam para a manutenção das taxas de crescimento, o que irá provocar uma diminuição dos preços do serviço e maiores custos de aquisição de cliente, que deverá resultar numa diminuição da rendibilidade.



Na voz, a consultora espera que o grosso das chamadas continue a ser assegurado pelas redes PSTN (Public Switched Telephony Network), pela qualidade e fiabilidade que estas oferecem, isto embora a concorrência de alternativas como a voz sobre IP esteja em crescendo. A resposta dos operadores tradicionais - que irão ver as suas margens descer - deve passar pela oferta de serviços e equipamentos cada vez mais completos, diz o mesmo documento.



A consultora prevê ainda um crescimento das tecnologias de VoIP de forma moderada, consequência de alguns receios do mercado no que respeita à qualidade daqueles serviços, mas antevê uma migração significativa para soluções híbridas.



Notícias Relacionadas:

2005-01-05 - IDC pressagia para 2005 muita turbulência e fraco crescimento no sector das TI

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.