A Microsoft tem tentado chegar a um entendimento com a Samsung fora dos tribunais, mas a tecnológica asiática parece estar disposta a prolongar o braço de ferro. Sem um acordo conseguido, a empresa responsável pelo sistema operativo Windows decidiu levar a Samsung a tribunal por não respeitar um contrato que existe entre as duas tecnológicas.



Em causa está um acordo estabelecido em 2011 e que a fabricante do Galaxy deixou de respeitar no final de 2013. A Samsung concordou em pagar à Microsoft uma determinada quantia de dinheiro por cada equipamento Android vendido – um acordo que muitas outras empresas têm.



Mas desde que a Microsoft adquiriu a Nokia, os sul-coreanos consideram que o acordo já não é válido. A gigante norte-americana não percebe a posição da Samsung e decidiu avançar com um processo em tribunal.



Numa publicação no blogue oficial, a Microsoft considera o ato da Samsung ainda mais condenável isto porque a empresa decidiu deixar de respeitar o acordo logo na altura em que é a maior vendedora de smartphones à escala global – com mais de 300 milhões de unidades expedidas no último ano.



A Microsoft escreve ainda que a Samsung decidiu quebrar o contrato de forma unilateral, nunca tendo recorrido à justiça para tentar perceber se a sua posição era válida.



A tecnológica liderada por Satya Nadella diz esperar que a parceria com a Samsung continue e está apenas a recorrer ao tribunal para que o contrato celebrado entre as duas empresas seja cumprido.



Numa resposta enviada à Cnet a Samsung disse que vai avaliar a queixa apresentada e vai responder de forma apropriada ao caso.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.