A maior fatia dos visados pela reestruturação da companhia conheceu o destino logo a seguir ao anúncio feito pelo CEO Satya Nadella em julho, mas há ainda 5 mil colaboradores a eliminar dos quadros da companhia que não receberam a decisão.



Vários meios na imprensa norte-americana asseguram que esta quinta-feira a empresa anuncia a nova ronda de despedimentos, dando mais um passo no plano que pretende fazer da companhia uma empresa com uma estrutura mais leve e adequada às áreas de negócio que se assume agora como principais apostas da Microsoft.



Recorde-se que o plano de despedimentos da Microsoft foi anunciado como um programa a seis meses, que começava com o despedimento imediato de 13 mil funcionários. Destes, 12.500 foram uma herança da Nokia que a fabricante não quis manter.



As notícias que dão como certo mais um passo no programa de despedimentos indicam que os colaboradores visados pela segunda fase da medida estão afetos às mais diversas áreas da empresa e ainda incluem antigos funcionários da Nokia.

Em Portugal, a Microsoft assegura que ainda não se fizeram sentir quaisquer efeitos da medida e também não prevê que isso venha a acontecer, disse ao TeK uma porta-voz da companhia.

Nota de redação: O título da notícia foi retificado. Acabou por confirmar-se a informação que a imprensa norte-americana vinha avançando. Esta quinta-feira a Microsoft revelou que vai prosseguir com o plano de despedimentos junto de mais 2.100 funcionários, que fazem ainda parte do grupo de 18.000 já identificado para sair.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.