A Microsoft e o Ministério da Economia já assinaram o protocolo que formaliza o memorando de entendimento estabelecido entre ambos em Fevereiro último, durante a visita de Bill Gates a Portugal, para a criação de Centros de Desenvolvimento de Software por Indústria. O anúncio foi feito esta quarta-feira por Neil Holloway, presidente da Microsoft EMEA, durante a sua intervenção na conferência "Inovação e Investimento", promovida pela PLMJ – Sociedade de Advogados.



Os Centros de Desenvolvimento de Software estão a ser implementados em cooperação com a RECET (Rede Nacional de Centros de Especialização Tecnológica) e até ao momento já foram seleccionados dois: o Centro Tecnológico das Cerâmicas e do Vidro (CTCV) e o Centro Tecnológico das Indústrias do Têxtil e Vestuário (CITEVE). Nos próximos dias a Microsoft deverá divulgar o nome de um terceiro centro, refere num comunicado de imprensa.



O apoio da fabricante aos dois centros seleccionados e a todos os futuros centros em processo de selecção passa pela certificação dos técnicos de desenvolvimento de software, por forma a tornarem-se Microsoft Certified Professionals.



A gigante norte-americana assume igualmente a organização de ciclos contínuos de workshops técnicos e de segurança, serviços de consultadoria no desenvolvimento de software e o suporte técnico.



Estas medidas são complementadas com a mediação, pela Microsoft Portugal, de parcerias a estabelecer entre os Centros de Desenvolvimento de Software e outros Independent Software Vendors (ISVs) da rede de parceiros Microsoft, que poderão fazer o acabamento e pré-comercialização das aplicações desenvolvidas.



O apoio da Microsoft encerra com o suporte à internacionalização das aplicações desenvolvidas pela rede de Centros de Desenvolvimento por Indústria, colocando-a na sua rede internacional de parceiros de negócio.



Além deste protocolo já assinado, Neil Holloway referiu-se igualmente ao trabalho desenvolvido entre a Microsoft Portugal e alguns dos outros ministérios envolvidos no memorando no que respeita a programas como o Literacia Digital ou o programa de estágios, classificando-o como "em franco progresso".



Universidade de Évora acolhe centro de excelência Microsoft
Visando dinamizar a cooperaçao entre a universidade e o meio empresarial, o novo centro de excelência da Universidade de Évora estará focado no desenvolvimento de software bem como na formação e investigação sobre tecnologias Microsoft, nomeadamente sobre a plataforma .NET, explica a fabricante.



Gerido e organizado pela ViaTecla, parceira da Microsoft no projecto, o Centro fará a gestão contínua de micro-projectos para integração em soluções reais, permitindo a passagem de know-how aos participantes em experiências profissionais e geração de aplicações para o mercado empresarial, refere-se num comunicado.



Adicionalmente, a gigante do software está a finalizar com a Universidade de Évora um acordo para a constituição de uma IT Academy, uma academia onde serão disponibilizados cursos do curriculum oficial da Microsoft, permitindo assim que os alunos adquiram competências técnicas e obtenham "certificações Microsoft".



Notícias Relacionadas:

2006-03-21 - Grupo Parlamentar do PCP pede esclarecimentos sobre memorando com Microsoft

2006-01-31 - Plano de literacia digital da Microsoft para a UE forma um milhão de portugueses em TI

2006-02-01 - Protocolo com Governo português é o mais amplo assinado pela Microsoft com um Estado

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.