A Nintendo vai juntar a divisão das consolas principais com a divisão das consolas portáteis, naquela que é a primeira grande reorganização da área de gaming da empresa japonesa nos últimos nove anos. Além da integração vai haver ainda um investimento de 30 mil milhões de yens num novo centro de desenvolvimento.

Os cerca de 255 milhões de euros investidos no novo conglomerado de investigação, que deve ficar situado em Quioto, pretende integrar o conhecimento que as duas divisões de consolas desenvolveram ao longo dos últimos anos para criarem uma nova geração de hardware que responda às atuais necessidades do mercado.

A fusão entre as áreas não deve causar despedimentos. Numa fase inicial vão ser transferidos 150 trabalhadores da divisão das consolas portáteis e 130 das consolas principais para trabalharem em conjunto, ainda que dividos por secções, no novo centro de investigação.

As informações foram avançadas pela agência de notícias japonesa Nikkei e entretanto confirmadas por um responsável da Nintendo ao Engadget.

A medida é vista como uma resposta ao crescente mercado das plataformas de jogo portáteis, sobretudo através dos smartphones e dos tablets. O aparecimento de projetos como a Ouya ou o Project Shield da Nvidia podem também representar um novo modelo de consolas, não querendo a Nintendo ficar fora dessa corrida.

Apesar de a Nintendo Ibérica ter descartado a ideia de que a Wii U é uma resposta ao crescimento dos dispositivos móveis como equipamentos de jogo, tudo indica que a empresa japonesa quer ganhar terreno nesse campo.

O formato ao estilo tablet e a portabilidade do Wii U GamePad, ainda que dentro de casa, mas que garante acesso a um browser e aplicações como o Youtube, colocam o periférico numa categoria próxima ao do entretenimento móvel.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.