Há mais um episódio na batalha judicial entre a Nokia e a Apple. Em Outubro do ano passado a fabricante finlandesa de telemóveis intentou um processo judicial contra a Apple por violação de patentes no iPhone.



A gigante dos telemóveis voltou esta sexta-feira à carga e avança agora com novo processo. Desta vez no Estado Wisconsin nos Estados Unidos e abrangendo também o iPad, que a empresa garante está igualmente a infringir tecnologia sua patenteada.


As tecnologias em questão ajudam a tornar as comunicações de voz e dados mais eficientes e consequentemente os equipamentos mais compactos, explica a Nokia, que aponta violação de propriedade industrial no iPhone e iPad 3G em cinco situações.


"Demos este passo para proteger os resultados do nosso desenvolvimento pioneiro e para pôr um fim à contínua utilização ilegal da inovação da Nokia.


Recorde-se que no processo interposto pela Nokia no ano passado a empresa acusava a Apple de usar sem licenciar 10 tecnologias suas, usadas pela maior parte dos fabricantes de equipamentos móveis, de forma licenciada.


Em resposta ao processo, a Apple também avançou para a justiça e processou a Nokia pela violação de 13 patentes.


Na sequência da troca de acusações as autoridades norte-americanas iniciaram uma investigação à Apple. As contas aos custos em que a Apple pode incorrer também já foram feitas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.