Oito em cada dez empresas espanholas com dez ou mais trabalhadores dispunha de ligação à Internet no final de 2002, com 62 por cento das mesmas a aceder à Rede por banda larga, segundo dados do INE espanhol perante um estudo recente sobre o uso das tecnologias da informação e da comunicação (TIC) e do comércio electrónico.



O estudo, apresentado ontem em Madrid pelo próprio INE e pela Associação Espanhola de Comércio Electrónico (AECE), revela que 95 por cento do segmento estudado utiliza computadores, três em cada quatro dispõem de correio electrónico, mais de metade tem rede de área local (LAN), quatro em cada dez contam com site na Internet e quase uma em cada três tem intranet, noticiou a agência Europa Press.



Já em Portugal, os dados do INE relativamente as Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação 2002 davam conta de que 84,4 das empresas portuguesas com dez e mais trabalhadores possuíam computadores, ao passo que 71,8 das companhias dispunham de acesso à Internet, ou seja, cerca de três em cada dez.



Na Espanha, os dados são, contudo, muito díspares quando se olha à dimensão empresas. Ainda que as entidades de mais de 250 empregados tenham maioritariamente Internet (99%), email (98%), LAN (93%) e web site (73%), os valores baixam, respectivamente, para 79, 73, 51 e 37 por cento no que diz respeito às pequenas empresas, e ainda mais se olharmos ao segmento das micro-empresas - com um número de funcionários abaixo dos 10 - que formam a grande parte do tecido empresarial espanhol.



"Em Espanha, os únicos indicadores em que estamos bem são os da banda larga e os da incorporação das TIC nas grandes empresas, além da telefonia móvel", assinalou o presidente de AECE, Fernando Pardo, ao mesmo tempo que manifestou a sua preocupação pelo elevado número de empresas que não têm sítio Web (59 por cento).



Das empresas que acedem à Internet mediante banda larga (62%), a maioria fá-lo por ADSL (55%), por cabo (7%), satélite (0,7%) e LMDS (0,6%). O resto, liga-se à Rede através de linha telefónica (38 %) e RDIS (36%), e já existe quase sete por cento de empresas que têm acessos sem fio, valor que aumenta até aos 19 por cento no caso das grandes empresas.



As empresas inquiridas pelo estudo utilizam a Internet principalmente para procurar informação (93%) e para aceder a serviços bancários e financeiros (82%). Mais de metade também afirmam ter uma presença online para interagir com as administrações públicas.



Os espaços próprios na Internet funcionam maioritariamente para a comercialização de produtos (74%) assim como para facilitar o acesso a catálogos e listas de preços (59%).



No que se refere ao comércio electrónico, apenas 1,7 por cento das empresas realizaram vendas através da Internet durante o ano passado - com sete por cento a afirmar ter efectuado compras online - gerando um volume de negócios de 3.753 milhões de euros, mais 43,4 por cento do que o registado no ano anterior.



A maioria das vendas tiveram como destino outras empresas, portanto integram-se na área do B2B, representativo de 88 por cento das mesmas.



Notícias Relacionadas:

2003-05-28 - Número de empresas que usa banda larga cresce 43%

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.