Pretendendo reforçar a sua posição no competitivo mercado de fabrico e comercialização de PDAs, a Palm anunciou hoje a sua intenção de adquirir a rival Handspring. O negócio já recebeu a aprovação da direcção das duas empresas e deverá estar concluído antes do final do ano, embora esteja ainda sujeito a procedimentos regulamentares.



Os accionistas da Handspring vão receber 0,09 acções da Palm por cada acção detida na primeira empresa, tendo sido usado para o cálculo o preço de 1,09 dólares por título da Handspring, um valor mais baixo do que o de fecho dos títulos em bolsa ontem à tarde, a 1,11 dólares.



Em comunicado oficial, Eric Benhamou, presidente e director executivo da Palm, afirma que a junção das duas empresas poderá ser um catalisador para a transformação do cenário da indústria de equipamentos PDA. "A fusão vai criar o mais alargado portfolio e a equipa de liderança com maior experiência da indústria", referiu ainda Eric Benhamou.



O presidente da Palm confirmou também que a administração da empresa aprovou os detalhes para a separação da divisão PalmSource, um spin off que já está planeado há algum tempo e tem vindo a ser adiado. Esta subsidiária que desenvolve e licencia o sistema operativo Palm poderá atrair novos negócios depois de se tornar independente, segundo as expectativas dos accionistas.


De acordo com o calendário definido pela Palm, à separação oficial da Palmsource seguir-se-á a fusão com a Handspring, estando também planeada a mudança de nome da nova companhia dedicada ao desenvolvimento de hardware antes do final do ano.

Embora continue no primeiro lugar de vendas de PDAs nos Estados Unidos, a crescente concorrência de empresas do sector, incluindo a Dell Computer que recentemente iniciou a comercialização destes equipamentos, tem vindo a degradar a liderança da Palm.

A Handspring era um rival e aliado de longa data da Palm. O fundador da Handspring, Jeff Hawkins, fez parte da equipa inicial da Palm em 1992 juntamente com Donna Dubinsky e depois de 1998 tornou-se a principal companhia a fabricar equipamentos concorrentes que usavam o mesmo sistema operativo, o PalmOs.



Jeff Hawkins e Donna Dubinsky vão agora estar de novo juntos na direcção da nova empresa formada pela fusão da Palm e da Handspring, devendo focar-se no desenvolvimento de uma nova marca e conquista de quota de mercado aos equipamentos que usam o sistema operativo PocketPC da Microsoft.


Notícias Relacionadas:

2003-03-21 - Palm reporta prejuízos e adia separação da divisão de software

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.