O Parlamento Europeu aprovou um financiamento de 3,6 mil milhões de euros dirigido ao investimento na inovação e crescimento nas 350 mil pequenas e médias empresas existentes na UE.



Com um horizonte temporal entre 2006 e 2013, o Programa para a Inovação e Competitividade prevê um conjunto de acções desenhadas para ajudar as empresas e a indústria a inovar.



Como áreas de actuação privilegiadas foram seleccionadas as Tecnologias da Informação e Comunicação, a energia e o ambiente. Para o arranque e crescimento das PMEs estão alocados 2,17 mil milhões de euros, incluindo 430 milhões dedicados à eco-inovação. Às TIC estão destinados 730 milhões de euros e outro tanto à energia.



"Este programa tem um objectivo claro: aumentar a competitividade e inovação na Europa. Trata-se de uma resposta directa ao balanço intercalar da Estratégia de Lisboa que definiu uma simplificação de programas para mais facilmente se atingirem os objectivos de crescimento e emprego originais", explica Günter Verheugen, responsável pelas políticas europeias para a indústria e empresas.



Em comunicado, a CE resume os objectivos do novo programa com a necessidade de promover a competitividade das empresas, promover novas formas de inovação, acelerar o desenvolvimento da sustentabilidade, competitividade, inovação e inclusão na Sociedade da Informação.



A adopção final do PIC cabe ao Conselho Europeu e está prevista para as próximas semanas.


Notícias Relacionadas:

2006-05-18 - PMEs portuguesas aumentam investimentos em TI até 2009

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.