Foi assinalada na sexta-feira, na Eslovénia, a subida de Portugal à presidência do EUREKA. A sessão decorreu no âmbito da XXIII Conferência de Ministros da iniciativa e contou com presença do ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, José Mariano Gago.



A iniciativa deixa assim de estar a cargo da Eslovénia e volta a estar em mãos portuguesas entre Julho deste ano e Junho de 2009 depois de ter sido presidida pela primeira vez por Portugal em 1998.



Durante sessão de tomada de posse do cargo, foram definidas as metas estratégicas planeadas para o cargo, "baseadas numa política de continuidade que privilegiará o reforço da cooperação internacional, nomeadamente a procura de parceiros fora da Europa e a promoção de novos projectos na área das Fontes de Energia Limpas e Renováveis", explica o MCTES em comunicado.



Na conferência foram anunciados quatro novos projectos com participação portuguesa nesta iniciativa que, no passado, desenvolveu 158 projectos, entretanto concluídos, nos quais participaram 114 PMEs, 81 unidades de I&D e 62 universidades, contando com um orçamento de 122,6 milhões de euros.



Actualmente, Portugal participa no EUREKA em 20 projectos, para onde são canalizados 11,2 milhões de euros e onde estão envolvidas 19 PMEs, 8 unidades de I&D e três universidades.



O EUREKA conta com a participação de 37 países europeus e da Comissão Europeia e tem como propósito estimular a criatividade e competitividade do tecido industrial europeu, potenciando a ligação entre empresas que produzem bens e serviços e produtos tecnologicamente inovadores, instituições de Investigação e Desenvolvimento e as universidades.



Notícias Relacionadas:

2007-06-11 - Investimento europeu em I&D estagnado desde meados de 90

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.