As receitas operacionais da Portugal Telecom nos primeiros três meses do ano fixaram-se nos 1,46 mil milhões de euros, mais 2,5 por cento que no mesmo período do ano passado, beneficiando positivamente dos resultados da Vivo e da TMN, destaca a empresa em comunicado. Os lucros caíram 16,3 por cento para os 176,6 milhões de euros, enquanto o EBITDA melhorou 5,1 por cento para os 570,8 milhões de euros.



No que se refere à TMN é de sublinhar que as receitas da operadora melhoraram nos três primeiros meses do ano 1,9 por cento para os 363,3 milhões de euros graças ao aumento de 7,4 por cento na base de clientes, uma evolução que conseguiu abafar o efeito negativo de 7 milhões de euros da redução das tarifas de interligação móvel. Em termos globais o impacto desta medida nas receitas do grupo foi de 9,9 milhões de euros.



Nos primeiros três meses do ano o número de clientes adicionados à base da TMN foi de 10 mil. no final do mesmo período a empresa registava um total de 100 mil clientes no serviço de homezoning Casa T.



Na rede fixa as receitas da operadora recuaram 6 por cento para os 499,3 milhões de euros. Para o resultado contribuiu a pressão da concorrência e o impacto da migração de linhas em pré-selecção para acessos ORLA, introduzida no segundo trimestre do ano passado.



Nos dados fixos e soluções empresariais as receitas da PT melhoraram 7,1 por cento e também aumentaram nos dados ao retalho, 2,7 por cento. A empresa terminou o trimestre com 701 mil clientes ADSL, mais 14,3 por cento que no mesmo período do ano passado.



Isto embora no período em análise a PT tenha perdido 39 mil clientes geradores de tráfego ADSL e procedido à desagregação de lacete local de 218 mil linhas. Na voz regista-se uma forte adesão aos planos de preços que são já usados por quase metade dos clientes da operadora.




PT Multimédia angaria 6 mil clientes para o serviço de VoIP



Nos primeiros três meses desta ano a PT Multimédia estreou o seu serviço de voz sobre o cabo, ainda em fase experimental e restrito aos clientes já existentes e com serviço de TV e Internet, angariando 6 mil clientes, um número que garante ter superado as suas expectativas.



Na Internet a empresa terminou o trimestre com 372 mil clientes, num crescimento de 10 mil subscritores. No serviço de televisão registaram-se 8 mil novas adições para um total de quase 1,5 milhões de clientes.



As receitas operacionais da empresa no período em análise fixaram-se nos 175 milhões de euros, mais 8,7 por cento que no primeiro trimestre de 2006. Os lucros melhoraram 8,9 por cento para os 19 milhões de euros e o EBITDA fixou-se nos 54 milhões de euros, melhorando também 7,6 por cento.



Notícias Relacionadas:

2007-02-08 - PT melhora resultados líquidos em 32,5% face a 2005

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.