A Samsung é considerada a principal rival da Apple no mundo dos telemóveis, mas as duas empresas podem não ter ficado igualmente satisfeitas com as contas do último ano e sobretudo do último trimestre.

Depois das vendas record da empresa de Tim Cook, apresentados esta quarta-feira, a detentora da linha Galaxy anunciou uma queda - a primeira desde 2011 - de 27% nos lucros obtidos no último trimestre do ano, para um total de 4,9 mil milhões de dólares.


No balanço geral de 2014, a Samsung obteve receitas de 48,6 mil milhões de dólares e um lucro na ordem dos 21,4 mil milhões, um valor 23% mais baixo do que o registado em 2013. O recuo resulta em parte de uma queda de 11% nas vendas, com principal destaque para o sector mobile na China, onde empresas como a Apple e a Xiaomi continuam a elevar a sua quota no mercado.


A unidade de negócio mais rentável da Samsung foi mesmo a venda de chips e de semicondutores. As vendas aumentaram 6% e representaram lucros de 8 mil milhões de dólares, 35,7% superiores em relação ao ano passado.


LG com um crescimento de 125% em 2014




Com sede no mesmo país, a LG apresentou números bem diferentes e que refletem o bom momento da gigante asiática, que mostrou na semana passada em Lisboa alguns dos seus produtos domésticos. Em 2014, foram contabilizadas receitas de 55,91 mil milhões de dólares e um lucro de 474 milhões, 125% superiores aos obtidos em 2013.


Apesar de os lucros nos últimos três meses do ano terem descido para 189 milhões de dólares, em parte devido ao fim da produção de plasmas, as receitas de 14,06 mil milhões de dólares traduzem um crescimento de 28%.


Como também acontece na Samsung, a área de dispositivos móveis representa uma parte significativa no balanço da LG, mas desta feita o saldo é positivo, tendo gerado receitas de 3,48 mil milhões de dólares no quarto trimestre e um total de 14,26 mil milhões ao longo de todo o ano.


As contas finais de 2014 indicam que a LG vendeu 59,1 milhões de smartphones ao longo do ano, um número 24% mais que em 2013. Este ano, a LG já mostrou que quer continuar a ganhar terreno nos telemóveis e até já apresentou uma das suas armas, o LG G Flex 2,que tem chegada prevista ao mercado português já em fevereiro.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.