A ameaça crescente dos vírus
Aproveitando falhas já identificadas em aplicações Microsoft, o vírus Blaster tonou o mês de Agosto um pesadelo para muitas empresas e utilizadores individuais causando instabilidade nos sistemas. Esta ameaça somou-se ao Slammer, identificado em Janeiro e que foi considerado o vírus de mais rápida disseminação, e às várias versões do Sobig que causaram enormes volumes de tráfego, afectando a Internet.
Mais uma vez Portugal esteve na lista dos principais países afectados, muito devido à fraca protecção dos computadores pessoais, mas também de muitas empresas. A não instalação dos códigos de correcção divulgados pelas empresas de software para falhas identificadas nos sistemas, assim como a baixa taxa de utilização de firewalls e a não actualização dos antivírus, contribuíram fortemente para esta situação.
A onda de vírus despertou também a atenção das autoridades policiais, que fizeram diversas prisões mas não descobriram os autores dos vírus Sobig originais nem do Blaster. Já em Novembro a própria Microsoft divulgou um fundo para, em conjunto com o FBI, os Serviços Secretos norte-americanos e a Interpol, perseguir e levar à justiça os crackers responsáveis por estes ataques.

2003-02-04 - Slammer considerado o vírus mais rápido de sempre
2003-08-12 -
Worm Blaster pode manter-se activo até 2004
2003-08-12 - Blaster atacou 250 mil computadores e pode voltar a fazer estragos no próximo sábado
2003-08-20 - Quatro novos vírus identificados ampliam estado de alerta de segurança
2003-08-21 - Microsoft alerta para três falhas críticas no Internet Explorer e Windows
2003-08-22 - Portugal novamente na lista dos países mais afectados pela onda de vírus

2003-08-29 - FBI prende jovem suspeito de ter criado vírus Blaster

Fabricantes de informática diversificam oferta de produtos
Como o esmagamento continuado das margens de lucro nos equipamentos informáticos, os principais fabricantes estão a apostar na diversificação da sua oferta. A Gateway, Dell e HP são algumas das empresas que durante o ano de 2003 anunciaram e/ou concretizaram o lançamento no mercado de televisões de ecrã plano, máquinas fotográficas digitais, leitores de MP3 ou mesmo impressoras da sua própria marca. A aproximação ao mercado de electrónica de consumo pretende também complementar a oferta das empresas para terem a possibilidade de vender ao cliente a solução completa.

2003-05-09 - Gateway alarga linha de produtos para televisores e câmaras digitais
2003-08-28 - Gateway aposta em linha de máquinas fotográficas digitais
2003-09-16 - Dell prepara-se para investir em televisões de ecrã plano
2003-09-26 - Dell entra na electrónica de consumo e programa lançamento de projector e leitor de música

2003-12-03 - HP entra no mercado da música online
2003-12-04 - Canon entra no mercado dos ecrãs para televisão em 2004

Motorola sai do consórcio Symbian e faz acordo com Microsoft
No dia imediatamente a seguir ao termo do contrato que impedia a venda das suas quotas no consórcio Symbian, a Motorola anunciou a venda da sua posição à Nokia e à Psion, também elas fundadoras desta empresa. Depois dos cinco anos em que a Symbian tem vindo a desenvolver uma plataforma de software para smartphones, o Symbian OS, a Motorola entregou à Nokia e à Psion a sua posição de 19% por um valor não divulgado.
A saída da Motorola do consórcio que ajudou a fundar em 1998 enfraqueceu a posição da Symbian para a criação de um sistema operativo alternativo para smartphone. Mas o negócio só se tornou mais claro quando já no mês seguinte a Motorola comunicou ter estabelecido uma aliança com a Microsoft na área de smartphones, desequilibrado assim a balança da concorrência nesta área.

2003-08-09 - Motorola vende posição no consórcio Symbian à Nokia e Psion

2003-09-15 - Motorola e Microsoft estabelecem parceria para desenvolvimento de smartphones

Voltar ao texto principal
2003 - O ano da espera

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.