A Research in Motion (RIM) e a Motorola chegaram a um acordo que põe termo à disputa que vinham travando desde o início do ano, quando a Motorola intentou uma queixa na Federal Trade Comission por violação de patentes e pediu o bloqueio das vendas da concorrente.

A RIM compromete-se ao pagamento de um montante inicial, para além das royalties que vai ficar a pagar a título contínuo, mas as empresas não revelaram quais os valores envolvidos.

Em causa estavam questões relacionadas com a utilização de tecnologia desenvolvida pela Motorola em áreas como o acesso Wi-Fi, gestão de aplicações, interface de utilização e gestão de energia, que a Motorola alegava que a RIM se tinha sempre recusado a pagar para usar.

O documento assinado prevê o fim das disputas legais (a nível mundial) e um acordo de licenciamento para partilha de patentes, "referentes a diversas normas e tecnologias, como o 2G, 3G, 4G, 802.11 e email wireless", anunciam as fabricantes num comunicado conjunto, publicado hoje, onde referem que mais detalhes sobre os termos do acordo permanecem "confidenciais".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.