A fabricante sul coreana pediu ao supremo tribunal de justiça dos Estados Unidos para apreciar o caso. O pedido, relata o The Verge, deu entrada esta quarta-feira e pode não ser aceite pela instância máxima da justiça norte-americana.

A decisão terá de ser tomada até junho do próximo ano, data em que termina o atual ano judicial.

Com a medida a Samsung aposta tudo num desfecho mais favorável, já que com este recurso procura uma nova oportunidade para ver reanalisados os factos. A querela judicial com a Apple arrasta-se há vários anos e já se multiplicou por vários processos.

Em 2011 ações dispersas por vários tribunais foram reunidas num processo que conheceu decisão um ano depois e que condenou a Samsung ao pagamento de uma indemnização de mil milhões de dólares. A Samsung recorreu e viu o valor a pagar reduzido para os 930 milhões de dólares. Voltou a recorrer e conseguiu que a justiça mandasse rever um dos valores apurados para o bolo da indemnização que a fabricante foi condenada a pagar: 382 milhões de dólares.

Pelo caminho a empresa também tentou levar o caso ao circuito de tribunais federais de recurso, a quem pediu para reavaliar os critérios considerados para fixar o valor da indemnização a que foi condenada, mas não teve sucesso. Agora joga uma última cartada e volta-se para o Supremo, com o argumento de que o caso é um marco na luta de patentes e no espaço para inovar, sobretudo nas indústrias de alta tecnologia.

Recentemente o Gabinete norte-americano de patentes decidiu inviabilizar uma patente da Apple envolvida no caso com a Samsung, uma decisão que pode ser importante para a fabricante dos Galaxy.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.