A queda dos orçamentos de TI e as demissões provocadas pela crise contribuíram para uma redução na taxa média de sucesso dos projectos conduzidos na área das tecnologias da informação entre as empresas. Esta é a conclusão de um estudo do The Standish Group.

Tendo por base entrevistas a 400 empresas de todo o mundo, a análise mostra que apenas 32 por cento dos projectos de TI realizados nos últimos dois anos podem ser vistos como bem-sucedidos, no que diz a cumprimento de prazos, orçamentos e resultados esperados.

Praticamente um em cada quatro projectos (24%) falhou. Neste grupo incluem-se todas as iniciativas canceladas antes da disponibilização e aquelas que chegaram a ser implementadas, mas nunca chegaram a ser efectivamente utilizadas.

Os restantes 44 por cento apresentam lacunas, nomeadamente por terem apresentado atrasos, terem excedido os seus orçamentos ou ainda por terem ficado aquém dos requisitos em termos de funcionalidades.

O The Standish Group assinala que esta foi a primeira vez em muito tempo que o estudo mostra um aumento na taxa média de projectos de TI falhados.

Calcula-se que 20 a 25 por cento dos cancelamentos ocorridos nos últimos dois anos tenham relação directa com o actual cenário económico.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.