Depois de meses durante os quais se especulava a possibilidade da Telecom Itália passar para as mãos dos mexicanos da Telmex, foi ontem concretizada um aquisição que garante, por via indirecta, uma posição de maioritária na operadora italiana por um consórcio que envolve várias grandes empresas do país e a espanhola Telefónica.

O consórcio, que integra a Benetton, a seguradora Generali e os bancos italianos Intesa Sanpaolo e Mediobanca, comprou a totalidade da Olimpia, uma empresa que pertencia à Pirelli e detinha uma posição de 18 por cento na Telecom Itália, à qual se soma 5,6 por cento de acções detidas directamente.

A Telefónica assegura assim dois representantes no conselho de administração da operadora italiana e reforça uma parceria já antiga que permitiu às duas empresas manter negócios conjuntos na Alemanha.

O Diário Económico admite que este negócio pode ter consequências para a Vivo, a joint venture da PT com a Telefónica no mercado brasileiro. O futuro desta parceria tem vindo a ser avaliado nas últimas semanas e com a entrada da Telefónica na Telecom Itália o processo pode ser acelerado, já que a operadora italiana é a principal concorrente da TIM no mercado brasileiro.

Notícias Relacionadas:

2007-03-07 - Granadeiro esclarece timing do spin-off da PT Multimédia em entrevista dirigida aos colaboradores

2003-06-23 - Olivetti lança OPA para adquirir mais 17% da Telecom Itália

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.