A Telefónica desfez-se de grande parte do capital que detinha na Portugal Telecom. Numa transacção já confirmada, a operadora espanhola vendeu oito por cento dos cerca de 10 por cento que tinha na empresa portuguesa.

Num comunicado enviado para a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Telefónica revela que "reduziu a sua participação qualificada na Portugal Telecom para 18.122.661 acções, correspondentes a 2,02% do capital social e direitos de voto da PT", refere-se na edição online do Jornal de Negócios.

O mesmo comunicado acrescenta que "esta informação será complementada com as comunicações legalmente exigíveis que serão efectuadas nos termos e prazos legalmente estabelecidos".

Entretando foram enviados mais dois comunicados para a CMVM onde se revela que o UBS comprou “fora de mercado, no dia 17 de Maio”, mais de 26 milhões de acções da PT, passando a deter 5,84% do capital da operadora. Outra casa de investimento, a TPG, também comprou, no dia 21 de Junho, 38 milhões de títulos, passando a deter “5,84% do respectivo capital social”.

Há já algumas semanas que a Telefónica dera indicações de que poderia alienar a sua participação na PT, com quem tem estado em disputa pelo controlo da brasileira Vivo.

Ao vender a sua participação na Portugal Telecom, a espanhola contorna o impedimento legal, dado como certo, de não votar na assembleia-geral de 30 de Junho, o que poderia ter implicações decisivas sobre o controlo da Vivo, já que a votação promete ser cerrada.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.