O valor da Apple continua a crescer, com as ações da empresa a atingirem hoje um novo máximo histórico na negociação fora de bolsa, de cerca de 470 dólares por título. Já ontem, durante a sessão regular na bolsa de Nasdaq tinha acabado o dia a negociar ao valor recorde de 467,75 dólares por ação, relata o Jornal de Negócios.

Os valores prestam-se a uma comparação com o preço de um equipamento em particular, que tem tido um papel determinante no sucesso da empresa: o iPad.

A proposta foi apresentada hoje pelo site espanhol Cinco Dias, que nota que o modelo mais barato do tablet, com ligação Wi-Fi e 16 GB de memória é comercializado a 499 dólares, nos Estados Unidos -mais 30 dólares do que as ações da fabricante.

As notícias sobre a valorização da Apple têm sido uma constante, contrariando os receios de que começasse a perder terreno após a morte do seu carismático líder Steve Jobs, entretanto substituído no cargo de CEO por Tim Cook.

Segundo as contas do diário, "no acumulado do ano, a Apple sobe mais de 15%. Se chegar aos 600 dólares por ação estimados por muitos analistas, talvez a oferta de uma ação da Apple acabe por ser uma prenda mais apreciada do que um iPad".

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Joana M. Fernandes

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.