No relatório Emerging Technologies Hype Cycle deste ano, a consultora analisou a maturação, o impacto e a adesão a mais de trinta tecnologias e tendências por forma a apurar quais as que merecem mais atenção dentro das empresas e, consequentemente, terão maior impacto no futuro. O estudo dividiu-se em três variantes, nomeadamente a Web 2.0, Real World Web e arquitectura de aplicações.


Com a Web 2.0 a Gartner refere que o utilizador aumentou a sua participação na Internet e agora, para além de leitor de conteúdos, passou a criar e a divulgar as informações para sites na Web.


Dentro desta categoria, as tecnologias com maior impacto no futuro serão as Social Network (redes sociais), que consistem na criação de conteúdos a partir da análise e filtragem de dados enviados por diferentes fontes, e o Ajax, uma técnica de programação utilizada no desenvolvimento de interfaces para aplicações na Web. Ambas foram consideradas tecnologias de "alto impacto" estando previsto que atinjam o ponto máximo de maturação dentro de dois anos.


Por outro lado, espera-se que a inteligência colectiva venha a ser um potencial transformador para os negócios, atingindo o seu ponto de maturação dentro de cinco ou dez anos. Estas serão as tecnologias que permitirão aos utilizadores trabalharem juntos num mesmo arquivo e em simultâneo sem a necessidade de centralizar as informações - como acontece com as folhas de cálculo do Google.


Para a Gartner, a Real World Web permite a interacção entre os mundos real e virtual que, até aqui se mantinham separados.


As tecnologias de maior impacto dentro da Real World Web serão as Location-aware technologies, que utilizam o GPS para localizar uma pessoa através de um telemóvel ou outro dispositivo, e a Location-aware applications, uma tendência que envolve aplicações que tiram partido da crescente utilização de dispositivos com GPS embutidos. A Gartner estima que estas tecnologias venham a atingir a fase de maturação dentro de dois a cinco anos.


O relatório revela que já existe um número considerável de empresas que já se preparam para desenvolver aplicações baseadas nessas tecnologias por forma a melhorar a força de vendas e a logística dos negócios.


Por fim, o estudo, publicado por vários órgãos de comunicação social internacionais, revela que a arquitectura de serviços orientados (SOA) continuará a registar um forte impacto a nível empresarial, esperando-se que dentro de cinco a dez anos seja atingindo o ponto máximo de adopção da tecnologia por parte das empresas.

Notícias Relacionadas:

2006-08-07- IBM aposta em SOA com a aquisição de duas empresas

2006-06-01 - Mobilidade profissional só será efectiva em 2010

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.